O termo latino Sapere Aude - Ouse Saber - traduz a essência de todo conteúdo deste blogger. Nosso desejo, aqui, é ajudá-lo a mergulhar em ideias que produzam um bem estar de prazer nesse imensurável mar de conhecimento. Logo, contribuiremos da melhor maneira possível para que indivíduos sejam “libertados das suas cadeias e curados da sua ignorância” – como imaginava Sócrates. Portanto, saia da caverna, AGORA, e aproveite o máximo que puder. Um abraço...

FlashVortex.com

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Diamante de Sangue - Um filme de Edward Zwick


Diamante de Sangue (Blood Diamond, 2006) é mais um desses excelentes filmes que nos proporcionam boas discussões. Com 5 indicações ao Oscar e dirigido por Edward Zwick, o longa trás no elenco principal Leonardo DiCaprio como Danny Archer, um ex-mercenário e, agora, contrabandista de pedras preciosas. Detalhe: as pedras eram usadas para o financiamento do tráfico de armas, drogas, prostituição e lavagem de dinheiro. Djimon Hounsou (Solomon Vandy) um pescador africano da etnia Mende e Jennifer Connelly (Maddy Bowen) uma jornalista americana disposta a sofrer todo e qualquer risco em nome de um furo jornalístico. O contexto de toda essa trama que envolve poder, egoísmo e ódio acontecem em Serra Leoa, palco de uma guerra civil em 1999. Tudo começa quando o filho de Solomon Vandy é seqüestrado por forças rebeldes a FRU (Frente Revolucionário Unido) para se tornar um revolucionário. Vandy é mantido preso como escravo sendo obrigado a garimpar em busca de diamantes. Em uma de suas atividades habituais ele encontra um diamante rosa que, logo, se torna o objeto
de desejo de todos. Vandy não quer outra coisa senão resgatar a sua família, mesmo que pra isso custe a sua própria vida e, desde o início, ver no diamante o único meio para que isso aconteça. Danny Archer – ex-mercenário e contrabandista que teve seus pais mortos de maneira brutal quando ele tinha apenas 9 anos de idade – está disposto a ajudá-lo em troca do diamante. Maddy Bowen – jornalista – está disposta a ajudá-los em troca da matéria. E é nestas relações de interesses que se escondem as verdadeiras facetas humanas.Além do contexto empolgante do filme, o roteiro proporciona um sabor todo especial. Ele é repleto de ricos diálogos. Um deles ocorre entre Danny Archer e Sr. Benjamin. Este parece exercer uma função de Líder Comunitário responsável por resgatar e tratar das crianças órfãs e mutiladas pela guerra. Sr. Benjamin em uma de suas falas com Archer a respeito da natureza humana diz:“Meu coração me diz que as pessoas são boas. Minha experiência sugere o contrário [...] É o que elas fazem que as tornam boas ou más. Um momento de amor, mesmo de um homem mau... pode dar significado a uma vida. Nenhum de nós sabe qual é o caminho que leva a Deus."
Em outro momento, Archer e Bowen, falam de suas vidas particulares. E neste clima de grande tensão e crise existencial marcado pela tormenta do próprio sentimento de angústia, Archer desabafa o que parece mais um ato de confissão: Ás vezes eu penso se Deus vai nos perdoar pelo que fazemos uns com os outros. Depois, olho ao redor e percebo que Deus abandonou este lugar há muito tempo.”
Assim, apesar de toda mácula engendrada no coração de Archer por falta de um modelo paterno, de uma família e de um verdadeiro lar, ele procura, ainda, com todas as suas forças agarrar o último fio de esperança que paira sobre ele. A busca pelo perdão, amizade e sentido pela vida passam a ser no fim das contas o seu foco. E o exemplo de perseverança, elo e zelo familiar estava bem perto dele – Solomon Vandy, pescador, da etnia Mende e dono de uma grande riqueza: o amor pela sua família.
Dada a dica espero que gostem. Até breve...

Diamante de Sangue (2006)- Trailer Oficial
History Channel - Diamantes de Sangue
Documentario 

16 comentários:

  1. Esse filme é bem bom. Grandes atuações, principalmente de DiCaprio e Hounsoun, além de uma trama envolvente e de temática bastante relevante. Abraço, Maxwell!

    ResponderExcluir
  2. No lo creerás pero es una de mis películas preferidas.
    Un abrazo cariñoso.

    ResponderExcluir
  3. Querido Maxwell, não conheço o filme, mas na maneira como tão bem o descreve, nos estimula a vê-lo. Abordar sobre cinema não é tarefa das mais fáceis. Por isso devo parabenizar-te pela maneira desenvolta com que escreve e descreve o que aborda. Excelente. Para concluir, agradeço a visita do amigo ao De tudo um pouco, minha opinião. Discorde de mim quantas vezes julgar necessário. Isso é salutar e importante para qualquer debate de ideias e opiniões, afinal, não sou o dono da verdade. Parabéns pelo blog e numa outra oportunidade, espero passar por aqui. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Preciso ver este filme o qauanto antes!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Fábio. Realmente DiCaprio e Hounson estão brilhantes neste filme. A representação de abnegação e amor por parte de Hounson, como Salomon Vandy, para com sua familia e DiCaprio, como Danny Archer, na busca pelo sentido da vida e vê, em Vandy esse referencial que nunca teve é grandioso. No mais obrigado por sua visita. Até...
    **********************************
    Hola, Beatriz. Muchas gracias por su visita a nuestro blogger. Me he quedado muy contento en saber que está película eres una de la que más te gusta. Sea siempre bienbenida. Hasta pronto, entoces...
    *********************************
    Olá, PC. É um prazer tê-lo em nosso espaço. Fico feliz em saber que o seu blogger é democrático e que está aberto a debates boas discussões. Seja bem-vindo,também, neste espaço. Até logo...
    *********************************
    Olá, Alan Raspante. Não demores. Você vai gostar. Este filme é de uma riqueza grandiosa. O foco principal,aqui, neste filme é a familia. O amor pela familia é o que move Salomon Vandy. Um abraço e bom filme...

    ResponderExcluir
  6. Amigo gostei muito da postagem ,ainda não assisti...
    Parabéns pela maneira que descreves ...
    beijos ,otima querta-feira..

    ResponderExcluir
  7. Escutei falar muito bem deste filme ,e de acordo com sua indicação, pretendo assisti-lo!
    Obrigado por compartilhar conosco!
    Grande abraço .
    Paulo

    ResponderExcluir
  8. ótimo filme, faz tempo que o assisti. Dica perfeita. Gostei muito da fala de Archer que você citou, é realmente muito interessante essa visão. A temática do filme é uma triste realidade que até hoje existe. eu vi do documentário aqui em baixo, vou tentar assisti-lo amanha quando assistir eu volto e comento. Abraço

    jjrs pub

    ResponderExcluir
  9. Olá, Maria Selma. Obrigado. Você sempre muito gentil. Um abraço..
    *********************************
    Olá, Paulo. Obrigado por sua visita. O filme, Diamante de Sangue, é muito bom. Tenho certeza que você vai gostar. Um bom filme. Um abraço....
    *********************************
    Oi, Júnior. É verdade. Essa é uma realidade que até hoje perdura. Esse filme, às vezes, parece um documentário. A History Channel produziu um documentário sobre os diamantes de sangue. É interessante vê-lo antes do filme. Ele prepara o nosso espírito. Um abraço, Júnior. Até...

    ResponderExcluir
  10. Grande Maxwell como vai?
    Segue ai pra vc uma dica:

    Quando estiver em minha página, se puder pegue o selo do Liebster Blog e cole em seu mural, é uma união dos blogs com menos de 200 seguidores... inclusive após colar, passe adiante pra umas cinco pessoas ok....

    Parabéns pelo ótimo Post,

    Abração

    ResponderExcluir
  11. Me atrevo a dizer que este é um dos melhores filmes do Leonardo DiCaprio. E a atuação de Djimon Hounsou dispensa comentários. Um filme pra ver e rever. Excelente post!

    Como sempre digo, é uma honra recebê-lo em meu blog.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Maxwell :) Ótima dica. Eu não vi o filme ainda, mas faz muito tempo que está na minha lista.
    Só de ler a resenha, eu senti vontade de assistir.
    O enredo tem um forte senso crítico e leva o espectador a muitos momentos de reflexão.

    Vou procurar o DVD pra conferir!

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
  13. Olá, Jefferson. Mais uma vez agradeço de coração a sua presença,aqui. E essa dica é muito boa mesmo. Valeu companheiro...
    **********************************
    Oi, Rubi. Esse filme e, realmente, um espetáculo. DiCaprio e Djimon Hounsou parece Pelé e Coutinho, Romário e Bebeto, ou seja, uma dupla perfeita. Até...
    **********************************
    Oi,Ana. Com palavras sempre muito atenciosas. Sua gentileza não tem medida. Obrigado. Um abraço...

    ResponderExcluir
  14. Um filme notável e corajoso.

    Rapaz, espero que continue a resenhar filmes! Apresentação muito boa!

    ResponderExcluir
  15. Obrigado, Adecio. Você, sempre, muito gentil. Valeu, cara.

    ResponderExcluir

Fugitivos da caverna comentam, aqui: